MINISTERIO DA CULTURA, SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA, TURISMO, ESPORTE E LAZER E ADYLNET TELECOM APRESENTAM:

Apresentação

A segunda edição do Festival de Música de Nova Prata, acontecerá de 22 a 26 de novembro de 2017, em Nova Prata - RS, com entrada franca. Serão cinco dias de muita música, com os convidados Duo de Viola e Acordeon, Jonathas Ferreira, Gabriel Selvage, Quinteto Canjerana, Philipe Philipsen, AUTOMÁKINA - Universo Deslizante e Borghetti.

Buscando divulgar e fomentar a produção musical, o festival promoverá a Mostra Paralela, que selecionou, através de edital,  04 bandas e 02 grupos de música de câmara do estado do RS: Kulla Jazz, Moio, Trabalhos Especiais Manuais, Veña, As Mulheres de Bah! e Ária Trio. Além das apresentações artísticas, o festival contará com uma Mostra Local, com a participação do Coro da AABB, Casa Muscaria, Diego Berquó Trio e Orquestra de Sopros de Nova Prata além de um eixo formativo que oferecerá palestras, bate papos e oficinas, voltado para escolas, professores e artistas da região.
A programação tem entrada franca e acontecerá na Praça da Bandeira, Centro Empresarial Vicencio Paludo, Eclética Escola de Música, e em duas capelas do interior da cidade.

O 2 Festival de Música de Nova Prata conta com o patrocínio master da ADYLNET TELECOM, Patrocínio da CORSAN - Governo do Estado do RS e P&C Arte Mobili, Corpo Clínico do Hospital São João Batista, VIPAL - Borrachas, Autopratense e Supermercados Porta, Apoio Institucional da Prefeitura de Nova Prata e SESC - Sistema Fecomércio - Sindilojas, Realização Eclética Escola de Música e CUCO Produções. Financiamento Pró Cultura -RS - Lei de Incentivo à Cultura, Governo do Estado do RS e Ministério da Cultura - Brasil - Governo Federal.

 


 

A segunda edição do Festival de Música de Nova Prata vem para se consolidar como um dos importantes eventos culturais do Rio Grande do Sul. Sem ansiar por rótulos, o festival propõe o encontro dos mais variados estilos musicais, capitaneados pela música instrumental. Serão cinco dias recheados de música,  troca de conhecimentos e vivências.

Nesta viagem musical, partiremos das raízes fortes do regionalismo gaúcho pincelado por tons do jazz e da música contemporânea, nos trabalhos do Quinteto Canjerana, Renato Borghetti e Gabriel Selvage; passaremos pela música folclórica quase erudita de Valdir Verona e Rafael Deboni, em seu Duo de Viola e Acordeon, e chegaremos ao novo estilo de tocar violão que vem ganhando adeptos mundo afora, o “fingerstyle”, nas mãos virtuosas do passo-fundense Jonathas Ferreira e do norte-americano Adrian Bellue, nossa primeira atração internacional.

Para compor esta programação, contaremos também com quatro bandas e dois grupos de Música de Câmara que foram selecionados a partir de 68 inscritos e integram a Mostra Paralela. Subirão ao palco principal do festival a música instrumental dos grupos MOIO, Trabalhos Espaciais Manuais e Kula Jazz e o trabalho autoral das gurias do Veña. Novidade este ano, a Mostra Paralela também selecionou dois grupos de câmara, que serão responsáveis por descentralizar a programação, levando o festival até duas capelas que fazem parte do recém criado Roteiro Turístico Religioso de Nova Prata: As Mulheres de Bah! e Ária Trio.

Completando o time, artistas pratenses terão destaque na mostra local. Os grupos Diego Berquó Trio, Casa Muscaria, Coro da AABB e Orquestra de Sopros de Nova Prata irão mostrar que nossa cidade produz sim música de qualidade. Outra novidade será a mescla de teatro e música no trabalho Automákina - Universo Deslizante do Grupo de Pernas pro Ar, uma instalação que promete encher os olhos do público que comparecer ao festival, com abertura do irreverente  Philipe Philipsen e seu acordeon.

Desde a primeira edição, temos o compromisso de dedicar uma boa parte da programação às atividades formativas. Este ano não será diferente. Além das 6 oficinas, contaremos com um concerto didático, voltado a crianças de 8 a 13 anos que será realizado pela Orquestra de Câmara da Ulbra e bate-papos com os artistas convidados. As oficinas contemplam todos os públicos: professores, produtores, músicos, pais, crianças e adolescentes.

Coordenar mais de 120 pessoas envolvidas diretamente com o festival, entre artistas e equipe, não é algo que se ouse fazer sozinho. Por isso agradeço a todos os nossos patrocinadores, apoiadores anônimos ou não, poder público, entidades, à minha equipe profissional e dedicada…. Este evento só se torna possível graças à doação individual de cada um de vocês. Um agradecimento muito especial a ADYLNET Telecom, principal patrocinadora do festival desde sua primeira edição, e a Prefeitura Municipal de Nova Prata, que nos incentiva e reconhece a importância desse evento para nossa cidade! A todos nossos parceiros, nosso muito obrigado!

Finalizo já realizado pelos dias de música que teremos e compartilho o sentimento que norteia o segundo Festival de Música de Nova Prata e certamente guiará as próximas edições: seguir com os pés bem presos na nossa terra, como as raízes pivotantes das nossas araucárias, e os olhos atentos, mirando ao longe, como  a copa mais alta, que balança ao soprar dos novos ventos, e dispersa sementes pelos mais distantes vales.

 

Lucas Martini Volpatto
Coordenador Geral 


1º Festival 1º Festival

O 1º Festival

A primeira edição do Festival de Música de Nova Prata, aconteceu de 13 a 15 de novembro de 2015. Foram três dias de muita música, com os convidados Quinteto Persch, Quartchêto e Quiçá se Fosse. Buscando divulgar e fomentar a produção musical, o festival promoveu a Mostra Paralela, onde foram selecionadas 05 bandas por edital para compor a programação: Subtropicais, Trem Imperial, Yangos Quarteto Instrumental, Frizon Brothers Band e Sedan 1300. Além das apresentações artísticas, o festival contaou com um eixo formativo, voltado para escolas, professores e artistas da região.